Autor: Editor

Jejum intermitente: entenda como funciona a prática de ficar horas sem comer

Jejum intermitente: entenda como funciona a prática de ficar horas sem comer

PRIMEIROS PASSOS Comece aos poucos O nutricionista João Gabriel Marques sugere que, no início, você aposte em uma dieta que vá de 12 a 16 horas por dia – sempre contando a noite de sono nessas horas: – Dependendo a rotina alimentar que a pessoa tinha antes, o jejum é uma alteração básica bem grande e com um impacto forte, então é bom se permitir um tempo de adaptação. Beba água É preciso hidratar o organismo, então fique de olho na quantidade de água e beba, no mínimo, dois litros do líquido. Outras bebidas sem calorias, como café, chás e chimarrão estão liberadas. Os refrigerantes zero entram nessa seleção por não terem calorias, mas Marques lembra que o adoçante pode levar à secreção de insulina, o que poderia prejudicar o estado metabólico do jejum. Check up Os especialistas afirmam que pessoas saudáveis podem fazer o jejum intermitente sem restrições, então é sempre bom saber se você se encaixa mesmo nesse grupo. Zilli recomenda que pessoas com diabetes ou doenças renais evitem longos períodos sem comer. Organização A prática faz sentido se aliada a uma alimentação saudável, ainda mais se seu objetivo for o emagrecimento. Por isso, organize-se, siga um plano alimentar que vá de acordo com suas metas. Quebrar o jejum com um fast food pode não valer a pena, né? :: Segredos da dieta de Anitta: dicas de alimentação dadas pelo médico da cantora:: Refeição relax: saiba quais alimentos ajudam a diminuir o estresse :: Confira receitas com alimentos termogênicos para gastar calorias comendo

Leia também: protocolo Jejum Intermitente

Camila Maccari, especial

Se você já fez dieta e escutou à exaustão que o ideal é comer de três em três horas, pode ficar com um pé atrás ao ouvir falar do jejum intermitente, prática em que a pessoa não se alimenta por períodos de tempo maiores – e que pode ser aliada na perda de peso. A técnica vem ganhando popularidade entre quem quer emagrecer e é a aposta de atrizes como Deborah Secco, que começou a dieta ainda no sexto mês de gestação, quando já tinha ganhado 19 quilos, e seguiu apostando nela para recuperar a forma depois do parto.

Leia também: Farinha seca barriga reclame aqui

– Jejuar é um ato que auxilia a repensar e reeducar os hábitos alimentares. Para muitos, é mais fácil começar o processo de evolução desses hábitos escolhendo quando comer do que comer. Ainda assim, qualquer passo em direção à saúde é bem-vindo – afirma Edio Schaurich, médico e criador do Spa Tour Life, em Montenegro, que prega o jejum curto há mais de 20 anos.

O jejum é programado, isto é, o tempo em que você fica sem comer é pré-estabelecido, com rotinas que podem ser, por exemplo, de 16 horas de jejum intercalados com uma janela alimentar de oito horas. Nesse cenário, você almoçaria ao meio-dia e faria as outras refeições até as 20h – comer de novo, só no almoço do dia seguinte. Há várias formas de fazer jejum, que pode ser praticado todos os dias, ou dia sim, dia não, ou ainda uma vez por semana. Pode durar 12, 16, 24 horas. Parece difícil de aguentar a fome, não é? Mas isso depende da sua dieta. Schaurich explica que, se você já segue uma alimentação com pouco carboidrato e rica em gordura natural, a abstinência é mais fácil. Caso contrário, o começo pode ser mais complicado. Mas, à medida que você avança, o organismo se habitua.

Leia também: Kifina reclame aqui

Veja Mais

:: 10 dicas para ter uma alimentação saudável na correria do dia a dia

::Por que comer de 3 em 3 horas pode não ser a melhor opção para você

Vale ficar atenta: essa não é uma medida radical na perda de peso. É preciso comer direito durante a janela alimentar, principalmente se a prática fizer parte da sua rotina. Alguém que se abstenha 20 horas por dia, por exemplo, pode consumir, nas quatro horas restantes, o total de calorias que dividiria em várias refeições. O nutricionista João Gabriel Marques explica que, quando estamos em jejum – o que acontece a partir de três horas sem comer –, nosso corpo gasta mais gordura. Por isso, a prática seria mais efetivo para o emagrecimento do que apenas o controle alimentar.

Leia também: Phytophen reclame aqui

– O corpo funciona utilizando substratos energéticos que dependem da alimentação. Se comemos carboidratos, o utilizamos como fonte de energia. O mesmo acontece quando ingerimos gordura. Quando fazemos exercícios físicos intensos, o corpo precisa de mais carboidrato. Mas sempre que estamos em estado de baixa necessidade energética, que é a maior parte do tempo, estamos usando uma quantidade considerável de gordura – afirma.

Se você está considerando inserir o jejum na sua rotina como aliado na perda de peso, é importante buscar acompanhamentos para não cometer o erro de fazer cortes drásticos demais.

Remédios caseiros para emagrecer: Saiba quais são os mais eficientes!

Remédios caseiros para emagrecer: Saiba quais são os mais eficientes!

Existem muitos produtos nas farmácias e sites especializados que prometem eliminar aqueles quilinhos extras que tanto te incomodam, reduzir medidas e acabar com a gordura localizada, mas além de alguns deles oferecerem riscos à saúde, muitos não foram testados e aprovados pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), o que não garante a eficácia do produto.

A natureza nos oferece vários ingredientes para fazer remédios caseiros para tratar ou evitar doenças, e também pode nos ajudar de forma natural e muito mais barata a emagrecer, e no artigo de hoje vamos falar dos alimentos que podem servir de aliados na dieta e dar receitas simples e rápidas de remédios caseiros para emagrecer.

Leia também: Kifina é bom

Remédios caseiros para emagrecer
Alguns produtos naturais podem ser introduzidos na alimentação diária para substituir alimentos mais calóricos e garantir uma dieta nutritiva e saborosa para que você consiga emagrecer sem passar fome e sem prejudicar a saúde. São eles:

Amaranto: Conhecido como “a nova linhaça”, o amaranto pode ser consumido em forma de farinha, flocos ou grãos como complemento nutricional de vitaminas, sucos, sopas e frutas. Como é é rico em fibras, ajuda a proporcionar uma sensação de saciedade e no funcionamento intestinal.
Azeite: Por ser uma gordura boa, o azeite ajuda a emagrecer porque causa uma sensação de saciedade e reduz a vontade de comer doces. Para quem quer emagrecer, o ideal é ingerir até 3 colheres de sopa de azeite por dia.
Semente de girassol: Com casca, sem casca (chamada pepita, e bem mais fácil de digerir), crua ou torrada (com ou sem sal), a semente de girassol é rica em fibras, que retêm a gordura dos alimentos ainda no estômago e impede que ela seja absorvida pelo organismo.
Vinagre: O ácido acético é o principal elemento da composição do Vinagre, o que ajuda a reduzir o apetite e a inibir a atividade dos carboidratos no organismo, fazendo com que eles não sejam assimilados. Além disso, o ácido acético ajuda a acelerar o metabolismo e a evitar picos de insulina no sangue, estabilizando o açúcar e diminuindo a gordura. O vinagre de maçã é ainda melhor para quem quer emagrecer, pois tem pectina, que é uma fibra solúvel que absorve a água e preenche os espaços do estômago, causando uma sensação de saciedade.

Chás para emagrecer
A maneira mais comum de usar os produtos naturais para emagrecer é em forma de chá. Vamos citar os mais eficientes:

Chá de folha da amora
A folhas da amora são diuréticas, ajudam a regular o intestino e a desinchar. Para fazer o chá você vai precisar de 1 colher de chá de folhas secas de amora com 1 colher de chá de folhas secas de chá verde e 1 xícara de água. Ferva a água e depois junte as folhas, deixando em infusão por cerca de 10 minutos.

Leia também: Remédio caseiro para emagrecer funciona

Tome uma xícara do chá antes das principais refeições.

Chá de amaranto
Já falamos dos benefícios do amaranto, então agora anote a receita do chá:

Deixe os grãos de molho por cerca de 24h e depois cozinhe misturando um pouco de cravo, canela e açúcar mascavo. Deixe descansar por mais 24h, escorra a água e leve o amaranto ao fogo novamente com 1 litro de água até o caldo engrossar (cerca de 30 minutos). Coe e tome gelado.

Leia também: Phytophen é bom

Chá de sene
Coloque ½ colher (de sopa) de folhas secas de sene (que você pode comprar em lojas de produtos naturais) em 250 ml de água fervente e deixe descansar (infusão) por 15 minutos. Coe e beba em seguida.

Como o sene é um laxante natural e atua diretamente no estômago e no intestino, o ideal é limitar o consumo a 2 ou 3 xícaras por dia.

Água de berinjela
Além de ajudar a perder peso, a água de berinjela faz muito bem para a saúde, pois é rica em nutrientes, antioxidantes, minerais, fibras e vitaminas. Para 1 litro, use uma berinjela grande.

Corte a berinjela em rodelas (com a casca) e junte a água. Esprema dois limões e deixe descansar durante a noite toda.

Tome um copo em jejum, e um copo antes das refeições, para inibir o apetite e ajudar a digerir e eliminar a gordura, facilitando a digestão.

Suco verde para emagrecer
O suco verde é um ótimo remédio caseiro para emagrecer, porque é rico em fibras e prolonga a sensação de saciedade, e além de ser muito nutritivo, elimina as toxinas do organismo e é fácil de fazer:

Ingredientes:

Couve (ou outra folha escura, como o espinafre)
Maçã (ou outra fruta como laranja ou abacaxi)
Pepino, que tem fibras e causa um efeito diurético
Gengibre, que acelera o metabolismo e melhora a digestão
Água (ou água de coco)
Bata tudo no liquidificador e beba em seguida, sem adoçar e sem coar.

Leia também: Farinha seca barriga é bom

10 melhores chás para emagrecer

10 melhores chás para emagrecer

Os chás podem ser ótimos aliados para quem quer perder peso. Além disso, oferecem diversos benefícios à saude, proporcionando um bom funcionamento do organismo. Tudo vai depender dos ingredientes utilizados no preparo e da forma como eles são feitos. Para ajudar na escolha, listamos os 10 melhores chás para emagrecer. Confira na galeria:

Leia também:

Dossiê dos chás indica qual emagrece, relaxa ou cura enfermidades

Dieta líquida: conheça os prós e contras

Sucoterapia associada a dieta saudável pode eliminar até 1 kg por semanaChá de 30 ervas: Promete secar até 10 kg em um mês. A mistura dos 30 ingredientes já é encontrada pronta em lojas de produtos naturais, basta adicionar 3 colheres de sopa em 1 litro de água fervente. Essa é quantidade recomendada para o consumo diário, dividido em pequenas porções.

Chá de abacaxi: Ajuda na digestão e diminui a retenção de líquidos. O chá deve ser feito com a casca do abacaxi, fervida em 1 litro de água. Podem ser acrescentados também outros ingredientes que potencializam o resultado, como hortelã e canela em pau.

Chá amarelo: Rico em antioxidantes, combate os radicais livres e tem propriedades termogênicas, acelerando a queima de gordura. Além disso, proporciona disposição e bem-estar, e ainda protege a pele e previne o aparecimento de rugas e acne.

Leia também: Kifina Anvisa
Chá de amora: Feito com 3 a 5 folhas de amora em 1 litro de água fervente, esse chá pode ser consumido ao longo do dia e elimina até 1,5 kg em uma semana. Como as folhas têm fibras e leveduras, elas facilitam a digestão e melhoram o funcionamento do intestino.

Chá de cavalinha: Diurético, auxilia no emagrecimento e diminui o inchaço do corpo. A mistura ideal leva 250 ml de chá de cavalinha, 1 rodela de abacaxi e folhas de hortelã, tudo batido no liquidificador. Esses ingredientes são estimulantes da digestão.

Chá de dente-de-leão: Ajuda a desintoxicar o organismo, eliminando as gordurinhas. Deve ser preparado com a erva seca, por três minutos em infusão na água quente e não fervida. O ideal é tomar até 5 xícaras por dia. Para tirar o sabor amargo da erva, acrescente canela, gengibre, limão, hortelã ou abacaxi.

Leia também: comprar Kombucha

Chá de gengibre: Se consumido antes de dormir, pode ajudar a emagrecer durante o sono, já que o gengibre é termogênico e acelera o metabolismo, estimulando a queima de gordura. Uma das formas de preparar é esquentar 1 xícara de água com 4 rodelas de gengibre ralado e desligar antes de levantar fervura.

Leia também: Phytophen reclame aqui

Chá de hibisco: Feito com a planta seca, tem ação diurética, digestiva, laxante, antioxidante, termogênica e acelera o metabolismo. O preparo deve ser com 1 litro de água fervida para 2 colheres de sopa de hibisco quente.

Leia também: Kifina Anvisa

Chá preto: Possui poucas calorias e acelera o metabolismo. Além disso, ajuda a eliminar os líquidos retidos no organismo e a desinchar. O melhor horário para consumi-lo é depois das refeições. Mas deve ser evitado à noite, pois é rico em cafeína e pode causar insônia.

Chá verde: Tem alta concentração de antioxidantes, carotenoides, flavonoides e minerais, por isso ajuda a desintoxicar o organismo. Pode ser preparado com gengibre, basta ferver 1 litro de água e depois colocar 2 colheres de sopa de chá verde, um pouco de gengibre descascado e 1 pau de canela.

Emagrecer Saudável e Rápido: Emagrecer 8kg em 30 Dias

Emagrecer Saudável e Rápido: Emagrecer 8 kg em 30 Dias

É POSSÍVEL EMAGRECER COM SAÚDE?
Emagrecer rápido é um plano completo para perder peso e inteligente com alimentos, receitas e ainda um programa com ciclos e pausas para que você conseguir emagrecer, manter e ter mais saúde.
# Logo Abaixo você Tira Suas Dúvidas tais como:
– Dieta pode comer pipoca?
– Dieta pode comer cuscuz?
– Dieta pode comer batata doce?
– Dieta pode comer feijão?
– Dieta pode comer gelatina?
→ PARE Agora e Escolha!
Qual Alternativa Você Precisa?
→ Abaixo Você Encontra as Informações Simples e Fáceis de Colocar em Prática O Momento é Esse Escolha uma

Leia também: Kifina é bom

Blogueira EMAGRECE 43 KG em 6 Meses com método de emagrecimento a Prova de Falhas

Cardápio Passo a Passo SECA até 10 KG em 14 Dias, Testado e Aprovado por mais de 10.197 Pessoas
Você, provavelmente, já conversou com alguém qual é a melhor dieta para emagrecer, já pesquisou na internet e vasculhou milhares de sites para descobrir o tão cobiçado segredo para emagrecer.

Confira abaixo algumas dicas para emagrecer saudavelmente:
Você não, necessariamente, precisa comer somente os alimentos, de vez em quando pode comer alguns doces, pizzas, massas, entre outros.

Mas sempre que for possível, substitui ingredientes pouco saudáveis por mais saudáveis em uma dieta para perder peso.

Também sempre se pergunte “O que quero para mim?”, desse jeito você consegue manter um equilíbrio maior nas suas escolhas.

E sempre pratique exercícios.

Leia também: Phytophen é bom

Sempre seja organizada e planejada, se você sempre comer fora, as escolhas saudáveis vão ser poucas, então sempre organize suas refeições. Sempre lembre se de suas metas e objetivos.

E tenha perseverança, pois a mudança nunca acontece de um dia para noite, sempre insista e nunca desista.

→ CARDÁPIO COMPLETO FINAL DO ARTIGO

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ »
→ Sintomas de Gravidez
→ Hemorroida
→ Pilula do Dia Seguinte
→ Ibuprofeno
→ Chá de Hibisco
→ Dieta do Ovo
→ Dieta Dukan

Quer ver depoimentos e dicas para Emagrecer
Deixe seu comentário no vídeo abaixo!

Trabalhamos com amor e dentro do possível seu comentário será respondido!

Este conteúdo não substitui uma consulta medica!

#dietablogbr

(VÍDEO) Como Emagrecer Rápido Perca 8 kg em Uma Semana sem Passar Fome

As melhores formas de lidar com a fome em uma dieta:
Não se desespere quando sentir fome durante a dieta, se comer tudo o que ver pela frente seu esforço para emagrecer e ter uma vida saudável vai por água abaixo.

Você não deveria sentir fome no início de uma dieta para perder barriga bem elaborada e mantenha sua dieta flexível, pois um regime alimentar rígido pode levar a compulsão alimentar.

É normal sentir fome, pois a perda de gordura aumenta a fome.

Confira abaixo algumas dicas para manter a fome sob controle:
01) Consumir uma colher de whey protein antes das refeições – esse suplemente pode suprimir o apetite.

02) Criar refeições com bastante proteínas, mas não com muitas calorias, faça uma salada com peito de frango ou um parfait de proteína, caso estiver com vontade de comer doce.

03) Coma metade de sua comida, faça um intervalo de 20 minutos, e depois coma o resto.

04) Pratique meditação, caso a dieta para emagrecer rápido esteja proporcionando compulsão alimentar, ela ajudará a lutar contra a vontade de sair da dieta e fome.

>> CARDÁPIO PARA EMAGRECIMENTO SAUDÁVEL
Café da Manhã

Opção 1: 1 copo de leite de soja batido com 1 fruta (mamão, maçã ou goiaba), 2 fatias de pão integral,1 colher de sopa de requeijão light
Opção 2: 1 xícara de cereal em flocos sem açúcar integral,1 iogurte natural com adoçante, 1 goiaba
Opção 3: 1 ovo mexido, 1 torrada de pão de forma integral, 1 copo de polpa de morango batida com leite desnatado
Opção 4: 1 banana fatiada , 1 iogurte natural, 1 colher de sopa de mel, 1 colher de sopa de granola

Lanche da Manhã

Opção 1: 1 fatia de melão
Opção 2: 4 damascos secos
Opção 3: 1 copo de água de coco
Opção 4: 1 picolé de fruta

Almoço

Opção 1: 1 pires de salada de folhas com tomate-cereja, milho, trigo em grão e azeite, omelete de 3 claras e 1 gema com legumes e peito de peru, 2 colheres de arroz integral
Opção 2: 1 pires de alface, cenoura, cogumelos, 1 filé de peixe assado com tomate, cebola e pimentões, 2 colheres de batata sauté
Opção 3: 1 pires de salada de alface, manga, palmito, tomate seco e mostarda, 1 bifinho acebolado, 2 colheres de sopa de arroz, 1 colher de feijão preto, 2 colheres de sopa de couve refogada
Opção 4: 1 pires de salada de soja com legumes (chuchu, cenoura, abobrinha, vagem), 1 filé de peito de frango ao forno coberto com molho de tomate e manjericão, 2 colheres de purê de mandioquinha

Café da Tarde

Opção 1: 1 banana-prata, 1 iogurte
Opção 2: 1 fatia de pão integral com patê de atum e maionese, 1 copo de limonada com adoçante
Opção 3: 1 copo de iogurte,2 colheres de sopa de granola
Opção 4: 1 copo de leite desnatado com morango e banana

Jantar

Opção 1: 1 pires de folhas verdes mistas, cenoura, beterraba e molho de iogurte ,1 sobrecoxa de frango assada com ervas finas ,2 colheres de abobrinha grelhada
Opção 2: 1 pires de salada de alface-roxa, palmito em pedaços e um fio de azeite, 1 fatia de carne vermelha ou branca assada, 2 colheres de brócolis com um toque de requeijão light
Opção 3: 1 pires de alface-americana com lascas de maçã, cenoura e molho de mostarda, 2 colheres de atum em lata light refogado com cenoura, ervilha e milho, 2 unidades de torrada integral
Opção 4: 1 pires de pepino com tomatinhos, 2 xícaras de picadinho de cenoura, 2 colheres de purê de abóbora

Ceia

Opção 1: 1 fruta com casca
Opção 2: 1 xícara de chá de erva cidreira,1 fatia de abacaxi
Opção 3: 1 copo de suco light
Opção 4: 1 iogurte light

Uma Dieta Saudável e Equilibrada
Boa nutrição é comer bem é importante para sua saúde

Comer bem é importante para se manter saudável e prolongar a sua vida.

Leia também: Dietas de emergência

Nossa comida é como a essência de um carro, isso é o que nos dá energia para nossas atividades diárias.

Se você não consumir produtos diferentes necessárias para o bom funcionamento do seu corpo, como o seu carro, você tem que ir para a garagem.

Uma boa dieta é importante para o seu corpo ter o que precisa para funcionar bem. Por exemplo, uma deficiência de cálcio irá participar na diminuição da resistência do osso.

Uma dieta desequilibrada ou muito rigorosa você irá remover a maior parte da energia que você precisa para funcionar normalmente.

Se você consumir muita gordura e não se exercitar o suficiente, você vai ganhar um peso extra que com o tempo, pode ser difícil de eliminar.

O que é necessário é uma dieta equilibrada e saudável, a fim de obter os nutrientes de que precisamos, mas também para não engordar e ter que perder o peso extra.

Muitas vezes, pular uma refeição terá um bom efeito sobre a sua alimentação ou atuar como uma dieta.

O corpo acredita que sim a uma falta de disponibilidade de alimentos e faz mais reservas.

Você tem que ter três refeições principais, tente comer legumes, frutas, produtos lácteos por dia. Guloseimas tão pouco quanto possível entre as refeições para comer melhor para eles.

Não há problema em comer um pouco de alguma coisa durante a pausa para apoiá-lo até a próxima refeição, mas em quantidades razoáveis.

É normal se a sua dieta não é correta, você pode fertilizar, não tem energia, estar muitas vezes cansado, ter má digestão e outros sintomas.

Comida é a essência do seu corpo e se não for, pelo menos, aceitável, as consequências podem ser desagradáveis.

Muitas vezes, basta ajustar sua dieta para resolver muitos problemas de saúde.

Como definir sobrepeso e obesidade no sexo

Primeiro de tudo, é aconselhável definir o excesso de peso, porque tudo para sua própria definição. Aqui vou propor descrever quando os efeitos na saúde são sentidos e especialmente na sua ereção.

Quando falamos sobre excesso de peso ou obesidade, falamos de um certo nível de sobrepeso. Quanto maior, maior o risco para a saúde .

Neste artigo, eu não falaria sobre IMC (Índice de Massa Corporal ou Índice de Doutores Crassos ). Na verdade, não leva em conta a massa óssea ou a massa muscular. Eu tenho uma história muito engraçada sobre isso.

Um amigo, ao passar por um exame médico para um certificado esportivo em competição, entra na balança a pedido do médico. Eu não tenho os números em mente, mas, basicamente, o médico começa a calcular seu IMC e recebe algo como 28. Ele disse: “Senhor, você está acima do peso, perderia peso imperativamente” o mesmo amigo que nós tinha dito a anedota um pouco sobre os nervos … E para o registro, este amigo, era (e ainda é) um grande entusiasta de esportes, com uma dieta muito estrita. Até o momento ele estava na balança, o cara estava mostrando abs pads e um nível de gordura, provavelmente, menos de 10%.

Em suma, esta pequena história para dizer que devemos manter um olhar crítico sobre o IMC.

Para retornar à nossa definição de excesso de peso, o indicador confiável será sua gordura corporal . Você precisará apontar para uma taxa abaixo de 14% e, idealmente, abaixo de 12%.

Como medir sua gordura corporal

Existem muitas maneiras, mas nenhuma terá 100% de confiabilidade. Será necessário escolher UM modo de medição, assim você sempre terá o mesmo ponto de comparação e poderá medir precisamente seus resultados (apesar da não precisão da medição).

O alicate de pele:

Eu coloquei primeiro, mas seria a última escolha. O princípio é simplesmente medir a espessura de suas pequenas contas na cintura. E usando uma tabela de conversão ou uma fórmula adequada, você obtém um teor de gordura.

O método é muito preciso, mas desde que seja realizado perfeitamente e os critérios para o fazer sejam numerosos:

  • A escolha do grampo (existem muitos modelos)
  • A fórmula correta (sim, terá que passar por uma pequena etapa de cálculo)
  • A zona de medição
  • Leitura correta da braçadeira

Medidor de impedância de equilíbrio:

Não irei longe demais sobre o assunto, porque esse método é bem conhecido e esse tipo de equilíbrio é cada vez mais democratizado.

Atenção mesmo assim, alguns pontos a ter em conta:

  • Verifique a qualidade do seu material (essas balanças geralmente não são precisas, mas algumas são complementares ao lado da placa).
  • Pesava você sempre nas mesmas condições (mesmo dia, mesma hora e mesma condição, atenção, por exemplo, se você apenas come ou não, bebe muito ou não, pratica esportes, …). Seja linear …
  • Conheça o estimulante chamado Tauron.

Medição da cintura (ou uso de fórmula usando-o, como o método YMCA):

Note que a circunferência da cintura é um valor muito significativo, ele vai dar, por si só, um vislumbre do seu nível de gordura corporal.

Por exemplo, para uma pessoa se colocar no esporte (esporte de resistência, como musculação) e iniciar uma dieta simultaneamente, o peso não será muito significativo para medir a perda de gordura, porque você corre o risco de ganhar músculo durante o mesmo período.

Sua imagem no espelho:

Pode parecer um pouco “barulhento”, mas esse método é tão eficaz quanto simples. Desde que você tenha uma pequena perspectiva sobre sua própria imagem.

As imagens serão mais eficazes do que a fala longa, aqui estão alguns exemplos de porcentagem de gordura:

Ainda há muitos outros métodos que você achará fáceis de encontrar com uma pequena pesquisa no Google. No entanto, penso que as 4 opções propostas acima parecem-me bastante suficientes.

Para mim, o método que eu prefiro é o simples olhar no espelho, mas você precisa de factuais, uma pequena fita métrica deve fazer o truque.

Cremes Anticelulite

Cremes Anti celulite

Veja aqui os principais cremes anticelulite e os principais ingredientes usados em suas formulações.
Artigo publicado por Lilian Santana nas categorias: Tratamento

Os cosméticos são meios que usamos para manter e aperfeiçoar o nosso corpo quando algo está fora do lugar e nos incomoda. A ciência que trata deles é conhecida como Cosmetologia e estuda as formas de aplicação, ação e seus efeitos fisiológicos. Você pode encontrá-los em forma de emulsões (cremes e loções cremosas), géis (aquoso ou oleoso), líquidos (loções), pós (talco, maquiagem) e vetoriais (lipossomos e silanois).

Como Funciona?

Nós possuímos uma enzima chamada de Monofosfato Cíclico de Adenosina, que realiza a hidrólise ou “quebra” das células adiposas facilitando sua remoção. O aumento da circulação sanguínea aumenta o calor interno do corpo que faz com que a mitocôndria produza mais Monofosfato Cíclico de Adenosina. Tá achando complicado? Mas não é. É exatamente por esse motivo que os fabricantes investem em cremes que ativam a circulação, pois ela ajuda na queima de gordura localizada e podem até reduzir um pouquinho da aparência de sua celulite.

Os Melhores Cremes do Mercado?
O mercado possui algumas diferentes opções de cremes anticelulite, com todo tipo de preço e composição, uns funcionam um pouquinho melhor do que outros. Mas lembre-se: só o creme não irá resolver o seu problema, mesmo se a sua celulite for grau 1, será necessário mudar um pouco a alimentação, evitando gorduras e carboidratos e fazer exercícios direcionados pelo menos três vezes por semana. Aqui vão algumas dicas de cremes que podem ajudar um pouquinho nesse processo e também as promessas dos fabricantes:

Bye Bye Celulite da Nivea – promete resultados com apenas 3 semanas de uso;
Perfect Skin da L’Oreal – com pequenos rolos na ponta do frasco, que massageiam a pele enquanto você passa o produto, ativando a circulação, ele promete já a partir da 4ª semana de tratamento;
Body Cellu-Sculpt Redutor de Celulite e Medida da Avon – reduz a celulite e ainda consegue amenizar as medidas da área tratada;
Anticelulite Slimissime 360° da Lancôme – com uma fórmula que age em cada etapa da formação da celulite, esse produto, além de amenizar o aspecto de ondas, evita o surgimento de novos nódulos.

Princípios Ativos
Os princípios ativos são na verdade a base do tratamento que você vai utilizar, pois são eles que irão promover na sua pele os benefícios que você espera do tratamento. Aqui vão os nomes dos nossos salvadores:

Bétula, Hera e Centella Asiática: ativadores da circulação;
Cavalinha: ativador da circulação, adstringente e cicatrizante;
Cafeína: as xantinas, que estimulam o metabolismo;
Silanois: potente para atingir o tecido adiposo e reestruturação do tecido fibroso;
Eles também possuem alguns aditivos como perfumes que não são usados apenas pelo cheiro, mas por garantir o balanço químico do produto. Os corantes que devem ser hidrossolúveis e não devem alterar o composto da fórmula. Os mais usados são o carvão vegetal, urucum, henna e cúrcuma. E por fim os conservantes que podem ser antioxidantes, fungicidas e anti-sépticos.

Leia também: comprar Creme firmador

Sugestões e recomendações
Um dos cremes mais badalados na mídia e aceito pelas mulheres no combate à celulite e à flacidez é um creme à base de grão de café, que promete a função de quebrar as células de gordura e drenar as toxinas na sua aplicação. Esse creme é composto por café verde, toranja e noz de cola, e foi muito recomendado por especialistas e comentado nos principais blogs de beleza.

Ele deveria ser utilizado após a prática de exercícios e longe dos horários das refeições, para que o seu efeito fosse mais visível. Outras fórmulas recomendadas são as que levam centelha asiática e arnica (para melhora da circulação), ureia (que melhora a hidratação da pele de forma intensiva) e carnitina, que ajuda de forma efetiva no combate à flacidez.

Dentre as marcas mais utilizadas do mercado, temos destaque para algumas fórmulas como: Creme anticelulite Slimssime 360, da Lamcôme; Celslim 12h, da Anna Peggova; Bye Bye Celulite, da Nivea; e o Cellu Destock, da Vichy, um dos melhores e mais bem conceituados do mercado. O preço da maioria deles varia entre R$ 150,00 e R$ 300,00.

A Aplicação Importa
Todos esses cremes, e alguns outros, agem na celulite, mas não se você aplica-lo como um creme hidratante normal. Os cremes contra a celulite são parte de um combo creme e massagem. A automassagem ajuda a combater a celulite e a otimizar a absorção do creme, por isso, é muito importante que você se dê uns cinco a dez minutos depois do banho para aplicar os cremes e fazer a auto massagem.

Leia também: Skin renov Anvisa

A auto massagem correta segue a orientação da circulação. Isso quer dizer que nas coxas você deve deslizar as mãos, com pressão mediana, dos joelhos em direção à virilha ou glúteos, passando em todos os lados das coxas. Nos glúteos, siga a mesma orientação, da base até o cóccix e no abdômen, acima do umbigo faça movimentos circulares em sentido horário e do umbigo para baixo, deslize as mãos, com pressão, do umbigo ao púbis. Na cintura, vá na direção das costelas ao quadris, e nos braços, do cotovelo ao ombro ou axila.

Mas Afinal, Os Cremes AntiCelulite Vão Resolver meu Problema?
Por favor, muita atenção nessa hora, pois aqui é a parte mais importante desse artigo.

Infelizmente, os cremes e a própria massagem agem de maneira bastante superficial no corpo, e assim eles não conseguem atingir a causa real do problema da celulite.

Veja bem, a utilização dos cremes anti-celulite, pode apresentar uma pequena mudança mais superficial na aparência da pele, e assim um pouco dos furinhos ficará menos visível, mas esse será um efeito temporário.

A celulite, para ser tratada de forma definitiva, precisa ser atacada na raiz do problema. Os músculos que estão por baixo da pele, precisam ser trabalhados de maneira uniforme, com movimentos direcionados (sem uso de peso), e desse modo a camada superior da pele ficará mais lisa e regular.

Para você entender melhor, EU RECOMENDO assistir ao vídeo abaixo:

Muitas leitoras do meu blog me escreveram por email dizendo que estão tendo resultados impressionantes com os movimentos acima. Assista e depois venha me contar o que achou, tá bom?

 

Como emagrecer naturalmente?

Esqueça os suplementos dietéticos, pós e outros queimadores de gordura se você quiser emagrecer. Existem maneiras naturais para atingir seu objetivo, então não se jogue nas primeiras drogas da farmácia. Uma dieta saudável é o começo de tudo. Descubra 10 dicas para perder peso de forma natural e eficaz!

  • Beba muita água. Beber muita água é o começo de tudo. Já, porque o corpo é composto de 60% de água, mas também porque precisa se regenerar. Muita água é perdida durante uma atividade. Beber também ajuda a drenar e eliminar toxinas. E, em seguida, beber água ao longo do dia é sempre melhor do que beber refrigerantes durante todo o dia.

 

  • Praticar esportes Claro, esportes podem se mover e trabalhar. O cardio irá ajudá-lo a melhorar sua respiração. Andando, correndo, correndo … As escolhas são amplas! O cardio pode queimar muitas calorias e manter o metabolismo alto. Não se esqueça de fazer musculação também. Isso ajudará você a ter uma prática esportiva completa, mas também a esculpir sua silhueta enquanto perde e mantém seu peso.

 

  • Tenha uma dieta variada. Para ter uma dieta equilibrada, nutricionistas recomendam um equilíbrio entre lipídios, carboidratos e proteínas que o corpo deve ser capaz de receber em um dia. Ao permitir que o corpo tenha esses recursos, evita deficiências. Além disso, uma dieta variada permite que você tenha tudo, tanto em termos de sabor e ingestão nutricional. Você controla sua ingestão de calorias sem engordar, limitando o risco de fadiga e deficiências.

 

  • Coma em horários regulares. Isso permite que você controle sua fome. O corpo se acostuma a receber comida em horários fixos, o que lhe dá tempo para digerir.

 

  • Não lanche entre as refeições. Snacking … O que é mais difícil de combater? Mordiscando é comer fora das refeições e, portanto, fornecendo nutrientes que o corpo não precisa. Além disso, petiscar muitas vezes se refere a alimentos gordurosos e açucarados. Devem, portanto, ser evitadas, além das contribuições nutricionais das principais refeições.

Leia também: Phytophen é bom

  • Reduza a quantidade de sal. O sal é mais perigoso do que poderíamos pensar. De fato, o consumo excessivo de sal pode levar a doenças cardiovasculares, hipertensão e também retenção de água.
    • Permita-se algumas lacunas . Quando você vai em uma dieta, privar-se não é o caminho a percorrer. De fato, a privação é muitas vezes sinônimo de frustração e provoca compulsões alimentares que podem ser muito mais fatais do que uma pequena ganância ocasional. Então, permita-se algumas lacunas sem abusar deles. Um quadrado de chocolate de vez em quando não vai fazer você tirar 10 quilos e evitará muita frustração!

     

    • Evite pratos preparados. Se esta for uma saída fácil, as refeições preparadas não são boas nem para a saúde nem para a fila. Eles contêm muitos aditivos através do adoçante, conservantes, corantes ou realçadores de sabor. Além disso, durante o processamento de alimentos, o índice glicêmico aumenta acentuadamente. Os pratos preparados são mais calóricos porque a gordura melhora o sabor, mas também menos nutritiva porque traz sabor suficiente e substitui condimentos e temperos que poderiam ser usados ​​ao cozinhar em casa.

     

    • Limite de álcool.  O álcool é uma bebida eliminada muito rapidamente pelo corpo e reduz a eliminação de gordura. O consumo de álcool, portanto, promoverá o acúmulo de gordura, especialmente no cinturão abdominal.

     

    • Massagem com cremes de emagrecimento. Além de comer uma dieta saudável e equilibrada e praticar esportes, os cremes de emagrecimento podem ser uma boa maneira de refinar. A massagem torna possível apagar a celulite. Eles também ajudam a eliminar toxinas e limitam a retenção de água. Diferentes técnicas de massagem e diferentes cremes estão disponíveis para corresponder às expectativas de todos. Mais uma razão para perder peso enquanto se diverte!

    Conheça o emagrecedor chamado Kifina.
    Aqui estão várias maneiras de perder peso naturalmente e que você pode aplicar diariamente para otimizar sua perda de peso. Siga estas dicas; Mantenha uma dieta equilibrada enquanto cozinha em casa e beba bastante água para perder peso naturalmente. Até a próxima semana para uma nova dica!

Remédios para Emagrecer: naturais, caseiros e vendidos em farmácias

Remédios para Emagrecer: naturais, caseiros e vendidos em farmácias

O que são remédios para emagrecer?
Os remédios para emagrecer são comumente indicados para tratar pacientes com obesidade ou sobrepeso relacionados a outras condições, como diabetes e problemas cardíacos. Em sua maioria, necessitam de prescrição médica e possuem diversos riscos associados ao seu uso.

Eles não devem ser usados por pessoas que não apresentam sobrepeso, pois, nesses casos, seus riscos são maiores que seus benefícios.

Não se tratam de pílulas mágicas. Os remédios para emagrecer não possuem efeitos sozinhos. Seu uso deve ser aliado à mudanças de vida, como prática de exercícios e reeducação alimentar. Caso esses fatores sejam ignorados, os pacientes sofrem um grande risco de voltar a engordar depois de usar o medicamento.

Esses remédios normalmente possuem efeito de curta duração, promovendo o emagrecimento por um período que não costuma passar de 6 meses. Depois disso, acredita-se que o corpo crie uma espécie de tolerância e o remédio passa a não fazer mais o mesmo efeito, em alguns casos levando ao ganho de peso inclusive.

Muitos desses medicamentos também são antidepressivos, por isso o seu uso deve ser controlado, com retenção de receita e deve ser feito com acompanhamento médico — Nunca se automedique. Esses medicamentos podem trazer riscos à saúde.

Normalmente, eles são tomados em pílulas ou cápsulas que devem ser ingeridas de 1 a 2 vezes por dia.

Eles se dividem em três categorias:

Os supressores de apetite interferem diretamente nas funções cerebrais, aumentando a saciedade, facilitando o processo de reeducação alimentar;
Os bloqueadores de gordura, por outro lado, agem diretamente na gordura ingerida, impedindo que ela seja absorvida e estocada pelo organismo, sendo eliminada diretamente pelas fezes;
Os anorexígenos, por sua vez, reduzem, de maneira artificial, a vontade de comer, induzindo, como o próprio nome sugere, a anorexia.
Entenda mais sobre os remédios para emagrecer e seus riscos no texto a seguir!

Leia também: Kifina funciona

Leia também: Phytophen funciona

Índice – neste artigo você vai encontrar as seguintes informações:

O que são remédios para emagrecer?
Tipos
Remédios que precisam de receita
Remédios que não precisam de receita
Quando podem ser usados?
Como usar?
Contraindicações
Efeitos colaterais
Preço e onde encontrar
Alternativas naturais
Perguntas frequentes
Tipos
Existem, de modo geral, 3 tipos de medicamentos para emagrecer: os supressores de apetite, os anorexígenos e os bloqueadores de gordura. Nem todos são comercializados no Brasil e alguns são até mesmos proibidos pela Anvisa devido aos seus efeitos colaterais. Confira:

Supressores de apetite
Esses medicamentos atuam diretamente no sistema nervoso aumentando a liberação de dopamina e noradrenalina. Isso tem como consequência a redução do sono e do apetite. Dentre seus efeitos colaterais, eles podem deixar o paciente mais agitado e podem causar dependência.

Confira alguns exemplos dessa classe de remédios:

Sibutramina;
Bupropiona;
Victoza;
Belviq;
Lorcaserina;
Qnexa;
Tesofensina;
Hoodia Gordonii;
Naltrex.
Anorexígenos
Como o nome indica, essa classe de medicamentos busca induzir a anorexia, além de aumentar o metabolismo.

Entretanto, eles são muito perigosos, pois seus efeitos colaterais sãos similares aos de algumas drogas como a cocaína e o crack.

Confira alguns exemplos:

Femproporex;
Mazindol;
Anfepramona;
Fenfluramina;
Fenilpropanolamina.
Bloqueadores de gordura
Esses medicamentos impedem a ação das enzimas lipases, que são responsáveis pela quebra de gordura. Eles impedem que a gordura seja absorvida, fazendo com que elas sejam eliminadas diretamente pelas fezes.

Confira alguns desses medicamentos:

Xenical;
Orlistat;
Lipiblock.
Remédios que precisam de receita
Fluoxetina
Na realidade, a fluoxetina é um tratamento para depressão. Entretanto, ela pode ser usada para o emagrecimento, já que ajuda a diminuir a compulsão alimentar.

O uso da fluoxetina é restrito à pacientes que possuem obesidade aliada à depressão, ou então para pacientes que possuem obesidade relacionada a uma condição médica chamada Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG).

Por isso, o paciente deve ter IMC (Índice de Massa Corporal) maior que 30 e um diagnóstico de depressão ou TAG feito por um psiquiatra. O medicamento pode ajudar a diminuir a compulsão alimentar, mas normalmente deve ser utilizado em conjunto a tratamentos de reeducação alimentar.

Efeitos colaterais
Dentre os efeitos colaterais que a fluoxetina pode provocar se encontram diarreia, náusea, cansaço (fadiga), dor de cabeça e insônia. Além disso, estudos mostram que após 6 meses de tratamento, a perda de peso provocada pela substância pode ser revertida com facilidade, ou seja, o paciente tem grandes chances de voltar a engordar.

Sertralina
A sertralina é um medicamento antidepressivo e sua ação é semelhante à fluoxetina. Esse remédio é muito pouco utilizado com propósitos de emagrecimento, pois pode causar compulsão alimentar quando ingerido em grandes quantidades.

Por se tratar de um antidepressivo, deve ser prescrito somente para pessoas que sofrem de obesidade associada à depressão, ou então em casos de obesidade relacionados ao Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG).

Efeitos colaterais
Os efeitos colaterais mais comuns do consumo de sertralina incluem insônia, sonolência, tontura, dor de cabeça, diarreia, boca seca, náusea (enjoo), distúrbios da ejaculação e fadiga (cansaço).

Bupropiona
A bupropiona é o antidepressivo mais utilizado para tratar da obesidade, pois ajuda a controlar a compulsão. Ela atua de forma similar com fumantes que desejam parar de fumar. Só pode ser utilizado sob expressa indicação médica.

É um medicamento de uso controlado com retenção de receita. Só pode ser indicada para pacientes que possuem algum tipo de problema psiquiátrico, como a depressão ou a compulsão alimentar.

Se o paciente não se esforça tentando adotar dieta e exercícios físicos na sua rotina, este medicamento é contraindicado.

Efeitos colaterais
A bupropiona pode causar insônia, boca seca, cefaleia e, em casos mais graves, convulsões, taquicardia, hipertensão, urticária e manchas na pele.

Sibutramina
A sibutramina atua em alguns neurotransmissores como serotonina, noradrenalina e dopamina, para reduzir o apetite.

Ela é indicada, principalmente, para pacientes com o IMC superior a 30 e atua reduzindo o apetite e aumentando o metabolismo.

Efeitos colaterais
Este medicamento é especialmente contraindicado para pessoas com diabetes, hipertensão ou risco aumentado para doenças cardiovasculares. Seus efeitos colaterais incluem boca seca, constipação, dor de cabeça e insônia.

Saxenda
A Saxenda possui como princípio ativo a liraglutide, uma substância usada também para tratar a diabetes. Acontece que pesquisas recentes constataram que esse princípio ativo atua reduzindo a sensação de fome, além de melhorar os níveis de glicose no sangue.

Foi aprovado pela Anvisa em 2016 e seu uso é um pouco mais complicado que os demais. Ao invés de ser usado pela via oral, a Saxenda deve ser injetada diretamente sobre a pele.

Este medicamento só pode ser utilizado sob a expressa indicação médica.

É indicado para ser utilizado em conjunto com dieta e exercícios em pacientes adultos que possuem um IMC acima de 30 ou IMC acima de 27 com alguma condição relacionada ao excesso de peso, como a hipertensão, diabetes tipo 2 ou alterações no colesterol.

Pessoas com distúrbios metabólicos podem aceitar melhor esse medicamento, pois ele não afeta o pâncreas. Além disso, não causa alterações no estado de humor dos pacientes, ao contrário de outros remédios para emagrecer.

Efeitos colaterais
Pode causar o desenvolvimento de pancreatite, cálculos na vesícula biliar e risco de hipoglicemia, especialmente em pacientes com diabetes tipo 2.

Cloridrato de lorcaserina
O cloridrato de lorcaserina atua no cérebro inibindo o apetite e aumentando a saciedade, além de acelerar o metabolismo e só pode ser utilizado sob orientação médica.

É indicado para adultos obesos, com IMC igual ou superior a 30. Pessoas com IMC 27 ou superior e que apresentem algum problema de saúde causado pela obesidade também podem receber a indicação do remédio.

Efeitos colaterais
Pode causar dor de cabeça, aumento na frequência cardíaca, infecções respiratórias, sinusite, nasofaringite, náuseas, depressão, ansiedade e propensão ao suicídio. Também foram observados casos de inchaço de mama, em mulheres e homens, secreção mamilar ou ereção do pênis com duração superior a 4 horas (priapismo).

Anfetaminas (Anfepramona, Femproporex e Mazindol)
As anfetaminas são drogas muito perigosas e fazem parte de uma classe de medicamentos denominados anorexígenos, pois agem diretamente na redução do apetite.

Sua comercialização foi proibida pela Anvisa em 2011, pois não existem estudos suficientes que comprovem sua segurança e eficácia e também porque possuem muitos efeitos colaterais perigosos, sendo semelhantes ao de outras drogas como a cocaína e o crack.

Efeitos colaterais
Elas não melhoram o metabolismo do paciente e nem mesmo promovem a reeducação alimentar. Além disso, elas podem causar alterações comportamentais como ansiedade, insônia, irritabilidade, tremores e depressão.

Curiosidade: as anfetaminas agem também como estimulantes e foram muito utilizados durante a Segunda Guerra Mundial pelos soldados nazistas, no intuito de que eles ficassem mais alertas no campo de batalha.

Xenical
O xenical tua inibindo as enzimas lipases, que são produzidas no pâncreas e são responsáveis pela quebra das moléculas de gordura. Dessa forma, ele faz com que aproximadamente 30% da gordura que seria absorvida pelo organismo seja eliminada diretamente nas fezes.

Hoje em dia só pode ser comprado com retenção de receita médica e só é indicado para pacientes obesos.

O produto pode ajudar a reduzir o LDL e, por não interferir com o metabolismo ou com a saciedade, não tem efeitos colaterais tão severos quanto os outros medicamentos.

Efeitos colaterais
Pode causar incontinência e fezes moles, além de flatulência e dores intestinais. Além disso, vitaminas lipossolúveis, como a A, D, E e K, podem deixar de ser absorvidas, ocasionando uma deficiência vitamínica.

Remédios que não precisam de receita
Quitosana
A quitosana é uma fibra natural de origem animal encontrada na carapaça de crustáceos como camarão, lagosta e caranguejo. Ela é muito utilizada para fins emagrecedores, pois é capaz de se agrupar a um volume de gordura até 8 vezes maior do que seu peso.

Esse conjunto de fibras e gorduras é eliminado naturalmente pelo organismo através do trato digestivo, sem que a gordura seja absorvida pelo corpo.

É indicado para pessoas que querem emagrecer de maneira mais “natural”, sem o uso de medicamentos que interfiram no apetite e em outras funções neurológicas.

Efeitos colaterais
Ainda que seja uma opção mais “natural”, seus efeitos são bastante indesejáveis, como náuseas e visão borrada, além de desconforto ocular, tontura, dermatite, enfraquecimento das unhas, queda capilar, cansaço muscular, distúrbios digestivos e, em idosos, pode causar alucinação.

Por isso, não é indicada para pessoas hemofílicas, pois pode ocasionar hemorragias devido à alta concentração de atropina. Em diabéticos, pode alterar o funcionamento do pâncreas e a produção de insulina. Em mulheres grávidas, pode afetar a formação do feto devido à grande concentração de selênio.

Orlistat
O Orlistat não atua na saciedade, na fome e nem em outros mecanismos metabólicos. Tudo que faz é interferir na absorção de gordura pelo organismo, inibindo que até 30% dela seja metabolizada.

Assim como na Quitosana, os excessos de gordura são eliminados através das fezes. Por conta disso, esse medicamento é usado majoritariamente como um coadjuvante junto a outros remédios para emagrecer.

É comumente indicado para pessoas com dieta rica em gordura e que tem dificuldade em controlar a alimentação.

Efeitos colaterais
Ele pode causar diarreias, caso a pessoa ingira muita gordura em uso concomitante ao medicamento.

Quando podem ser usados?

Os remédios para emagrecer podem ser usados somente no tratamento para obesidade e por pessoas que apresentem algum problema de saúde causado pelo sobrepeso, como pressão alta, diabetes tipo 2 ou propensão à problemas cardíacos.

É recomendado que só se faça o uso com expressa indicação médica, pois esses medicamentos possuem diversos efeitos colaterais e podem ser prejudiciais para saúde se usados sem controle e por muito tempo.

Por isso, a maioria só é vendida com a prescrição médica. Em todos os casos, seu uso deve ser aliado à exercícios físicos e reeducação alimentar, se não, seu efeito prático perde o sentido e o paciente pode voltar a ganhar peso e, muitas vezes, isso pode servir de trampolim para que a pessoa engorde ainda mais.

Como usar?
Os métodos de tomar cada medicamento vão variar de acordo com o tipo de remédio prescrito. Confira:

Fluoxetina:recomenda-se a ingestão de 1 dose de 60mg por dia;
Sertralina: os médicos normalmente vão recomendar 1 comprimido ao dia;
Bupropiona: normalmente será aconselhado o uso de 1 comprimido por dia;
Sibutramina:os médicos normalmente recomendam tomar 1 cápsula de manhã, em jejum;
Saxenda:é aconselhado 1 injeção de Saxenda por dia;
Cloridrato de lorcaserina:os médicos normalmente indicam a ingestão de 2 comprimidos por dia, um antes do almoço e outro antes do jantar;
Xenical: é aconselhado tomar 1 comprimido antes da refeição;
Quitosana: recomenda-se a ingestão de um comprimido antes do almoço e 1 comprimido antes do jantar;
Orlistat: é aconselhado tomar 1 comprimido antes da refeição.
Contraindicações
Como são muitos os remédios para emagrecer, dividimos as contraindicações para cada um deles. Confira:

Fluoxetina
A fluoxetina é contraindicada para pessoas com hipersensibilidade conhecida à substância. Também não deve ser usada em combinação com Inibidores de Monoaminoxidase (IMAOs) e tioridazina.

Não deve ser utilizado em mulheres grávidas ou amamentando sem a expressa indicação médica. Em pacientes portadores de diabetes, seu uso deve ser controlado e supervisionado de perto pelos especialistas.

Sertralina
No intuito de emagrecimento, o remédio é contraindicado para menores de 18 anos, pacientes com hipersensibilidade conhecida à substância e o uso concomitante com IMAOs e pimozida está proibido.

Mulheres que amamentam só devem fazer uso da medicação depois que a avaliação médica concluir que os benefícios superam os riscos.

Bupropiona
A bupropiona é contraindicado para pacientes com hipersensibilidade conhecida à substância ou qualquer componente da fórmula, pacientes com histórico de epilepsia ou transtornos convulsivos e em processo de descontinuação de abrupta do uso de sedativos ou álcool.

Pacientes com diagnóstico atual ou prévio de bulimia ou anorexia nervosa não devem utilizar o medicamento. Também é contraindicado para pacientes que fazem uso de qualquer outro medicamento que contenha bupropiona, pois o risco de convulsões aumenta com a dosagem.

Pessoas que se submetem a tratamentos com IMAOs também não devem fazer uso da bupropiona.

Sibutramina
A sibutramina é contraindicada para:

Pacientes com histórico de diabetes tipo 2 com pelo menos 1 outro fator de risco, como hipertensão controlada por medicação, dislipidemia, prática atual do tabagismo ou nefropatia diabética com evidência de microalbuminúria;
Pacientes com histórico de doença arterial coronariana, insuficiência cardíaca congestiva, taquicardia, doença arterial obstrutiva periférica, arritmia ou doença cerebrovascular, como AVC;
Pacientes com hipertensão controlada inadequadamente;
Pacientes com histórico ou presença de transtornos alimentares, como anorexia ou bulimia;
Pacientes fazendo tratamento com IMAOs.
Xenical
É contraindicado para pessoas com hipersensibilidade à qualquer um dos componentes da fórmula e portadores de problemas crônicos de absorção intestinal ou de problemas na vesícula biliar.

Saxenda
A saxenda é contraindicada para mulheres grávidas e pessoas com hipersensibilidade à qualquer componente da fórmula.

Orlistat
É contraindicado para pessoas com síndrome de má absorção crônica, colestase e pacientes com hipersensibilidade à qualquer um dos componentes da fórmula.

Efeitos colaterais
Os remédios para emagrecer contém riscos e por isso só podem ser tomados com acompanhamento médico. Entenda os riscos relacionados ao uso desses medicamentos:

Vício
Como a maior parte dos medicamentos para emagrecer são controlados, eles podem ocasionar em vício. Por isso, os médicos devem ser muito cuidadosos na hora de prescrevê-los e no tempo de duração do tratamento.

Desenvolvimento de tolerância
De fato, os medicamentos para emagrecer podem funcionar. Entretanto, após mais ou menos 6 meses de tratamento, a maioria deles começa a perder o efeito. Algumas pesquisas ainda suportam a hipótese de que esses medicamentos podem causar ganho de peso com o uso continuado.

Complacência
Muitos pacientes acreditam que os remédios para emagrecer são pílulas mágicas que vão ter efeito por conta própria e por isso não adaptam seu estilo de vida. Não param de comer tanto e não aderem à prática de exercícios físicos.

O que deve ser sempre levado em conta é que esses medicamentos só vão ter efeito de verdade se utilizados com acompanhamento médico e com mudanças no estilo de vida, como uma reeducação alimentar.

Uso indiscriminado
Os medicamentos para emagrecer não devem ser usados por pessoas que não são obesas ou que só desejam uma boa aparência. Como dito anteriormente, eles são para pessoas com IMC acima de 30 ou que têm IMC 27 ou superior aliado à problemas relacionados ao sobrepeso, como diabetes tipo 2 e problemas no coração.

Deficiência vitamínica
Os bloqueadores de gordura percebem todas as gorduras como sendo ruins. Entretanto, se a gordura não for absorvida da maneira correta, isso pode ocasionar problemas como deficiência vitamínica, já que muitas delas são lipossolúveis.

Problemas psiquiátricos e no metabolismo
Embora muitos dos efeitos colaterais sejam brandos, muitos deles incluem aumento da pressão arterial e batimentos cardíacos, dores de cabeça, prisão de ventre, diarréia, insônia, nervosismo boca seca, irritabilidade, entre outros.

Os medicamentos que também são antidepressivos possuem riscos associados ainda maiores, pois podem trazer uma série de problemas psiquiátricos e até aumentar as chances de suicídio.

Preço e onde encontrar
Como existem diversas alternativas de remédios para emagrecer, seus preços variam bastante entre si. Confira:

Fluoxetina: Varia de R$9,00 até R$60,00;
Sertralina: De R$24,00 até R$80,00;
Bupropiona: O preço pode variar de R$50,00 até R$140,00;
Sibutramina: Entre R$50,00 e R$130,00.
Xenical:A caixa com 42 cápsulas varia de R$109,00 a R$154,00, enquanto a caixa com 84 cápsulas custa entre R$120,00 a R$265,00;
Saxenda:De R$550,00 a R$860,00;
Orlistat:De R$90,00 até R$190,00;
Cloridrato de lorcaserina: Aproximadamente R$450,00;
Quitosana: Entre R$40,00 e R$60,00.
Esses medicamentos podem ser encontrados em farmácias por todo o Brasil. No Consulta Remédios é possível comparar os preços e encontrar as principais lojas que entregam em sua região. Lá você também pode ler a bula completa!

Alternativas naturais

É importante ressaltar que essas alternativas trazem resultados efetivos e mais evidentes e duradouros quando aliados a uma alimentação saudável e à prática regular de exercícios.

Remédios naturais
Os remédios naturais normalmente são feitos à base de produtos que melhoram o funcionamento do organismo como um todo.

Entretanto, esses medicamentos são contraindicados para mulheres grávidas ou que amamentam, crianças e pessoas com pressão alta ou problemas cardíacos. O ideal é que sejam prescritos pelo médico ou nutricionista.

Chá verde
Acredita-se que o chá verde possui a propriedade de acelerar o metabolismo e favorecer a queima de gordura, podendo ser consumido em cápsulas ou então em forma de chá.

É um grande aliado dos exercícios físicos. Deve-se consumir de 3 a 4 xícaras de chá por dia ou então tomar 2 cápsulas pela manhã ou pela tarde. Entretanto, é contraindicado para pessoas com sensibilidade à cafeína ou com problemas cardíacos.

MaxBurn
Trata-se de um suplemento feito à base de chá verde e açaí. Pode aumentar o metabolismo e diminuir o apetite. Deve-se tomar uma cápsula antes do almoço e do jantar. A venda deste medicamento, entretanto, é proibida pela Anvisa.

Goji Berry em cápsulas
Este medicamento é feito a partir do fruto fresco e pode atuar no organismo como um antioxidante e anti-inflamatório, devendo-se tomar 1 cápsula antes do almoço e do jantar.

Remédios caseiros
Os remédios caseiros podem ser uma opção para pessoas que querem emagrecer sem fazer uso de medicamentos. São considerados mais seguros que os demais por conta dos menores efeitos colaterais.

Entretanto, antes de iniciar qualquer tratamento caseiro, consulte um médico ou nutricionista.

Água de berinjela
Corte 1 berinjela em cubos e deixe em molho em 1 litro de água durante a noite. Pela manhã, bata tudo no liquidificador e consuma ao longo do dia, sem adicionar açúcar.

Água de gengibre
Adicione de 4 a 5 rodelas ou 2 colheres de sopa de raspas de gengibre em 1 litro de água gelada, bebendo a mistura ao longo do dia. Para obter resultados mais efetivos, o gengibre deve ser trocado diariamente.

Chá diurético de ervas
Para prepará-lo, adicione 10g de alcachofra, cavalinha, sabugueiro, louro e anis em 1 litro de água fervente. Desligue o fogo e abafe a panela, deixando descansar por 5 minutos. Beba o chá ao longo do dia e siga o tratamento durante um período de 2 semanas.

Extrato de faseolamina
Esta opção pode neutralizar o amido, uma substância presente em alimentos como batatas, pão e arroz, que é facilmente transformado em glicose e armazenado no fígado e células de gordura.

Recomenda-se uma dose diária de 1.500mg por dia.

Hidroxicitrato
Acredita-se que este medicamento é capaz de reduzir o apetite de maneira natural. São recomendadas doses diárias de aproximadamente 4.500mg.

EGCG
Este componente está presente no chá verde e acredita-se que ele auxilia bastante na queima calórica. Se o chá possuir pelo menos 50% de EGCG, o que equivale a aproximadamente 300mg, já será possível aproveitar seus benefícios.

Picolinato de cromo
O picolinato de cromo pode ter um grande efeito sobre a gordura corporal, além de aumentar a massa magra, o que contribui bastante para a perda de peso. Entretanto, seus efeitos ainda levantam dúvidas entre muitos pesquisadores, então pode ser que os resultados não sejam de fato reais.

Recomenda-se a ingestão de uma dose diária de 200mcg por dia.

Outras dicas sobre como emagrecer você pode encontrar em “Como perder barriga”.

Perguntas frequentes
Os remédios para emagrecer podem ser usados em quem não tem obesidade?
Não! A indicação para os remédios para emagrecer é exclusiva para pessoas que estão com obesidade ou sobrepeso relacionado à outras doenças, como diabetes e problemas no coração.

Leia também: Kifina

Pessoas que não apresentam nem obesidade nem sobrepeso não devem tomar os remédios, pois muitas vezes seus malefícios superam os possíveis benefícios.

Além disso, muitos dos remédios para emagrecer são também remédios para ansiedade e depressão. Nesses casos, eles só devem ser tomados por pacientes obesos e que também apresentem quadros depressivos.

Crianças podem tomar?
Depende. Para a maioria das crianças, uma simples reeducação alimentar e a prática de exercícios físicos são suficientes para garantir a perda de peso.

Entretanto, quando a obesidade se torna um fator de risco para o surgimento de outras doenças, o uso de remédios pode ser considerado. Todavia, remédios que tem efeito no sistema nervoso central não são os indicados nesses casos. O que pode ser receitado para crianças, quando for necessário, são remédios bloqueadores de gordura.

Leia também: Comprimido para emagrecer anvisa

O uso prolongado pode causar dependência?
Mesmo que o grau de dependência desses medicamentos seja baixo, eles podem sim causar dependência física e psicológica.

Os remédios para emagrecer devem ser utilizados apenas em último caso e em conjunto da prática da reeducação alimentar e prática de exercícios físicos, para que seu uso seja descontinuado depois de os objetivos serem atingidos.

Eles causam sudorese excessiva?
Especialmente os medicamentos termogênicos, isto é, que interferem com o gasto calórico e com o metabolismo, podem ter esse efeito. Entretanto, esses medicamentos têm sido pouco utilizados por conta dos seus efeitos colaterais.

Existe perda de massa magra?
Se o uso desses medicamentos não for feito em conjunto com a prática de exercícios físicos, a perda de massa magra tende a acontecer, sim.

Os remédios para emagrecer possuem muitos riscos. Apesar de uma variedade deles serem usados em outros países, muitos são proibidos no Brasil por conta dos seus efeitos colaterais. Eles devem ser usados somente por pessoas que possuem indicação médica, já que muitas vezes os riscos superam os benefícios.

Sexo: por que os homens dão menos detalhes que as mulheres?

O médico sexólogo Damien Mascret explica por que os homens são mais desinibidos em sua abordagem ao sexo sem ousar entrar em detalhes.

Assim que eles se aproximam do assunto, eles parecem muito confortáveis. Piadas, arrogância, até mesmo lista desinibida de suas últimas conquistas. Os homens parecem inesgotáveis ​​quando se trata de sexo . Sim, mas agora, quando se trata de expressar seus sentimentos , eles imediatamente se tornam menos faladores, se não completamente silenciosos. Uma declaração longe de surpreender o médico sexólogo Damien Mascret, autor do guia Dico da sua saúde (Ed Leduc.s, 17 €), segundo o qual o sexo está fortemente relacionado com o desempenho no sexo masculino. Portanto, abordar o tema através do prisma das emoções faz com que se sintam desconfortáveis. Pior, confessar um problema é percebido como um ataque à sua masculinidade – para quem a sexualidadeestá relacionado ao poder. Iluminação.

Lefigaro.fr/madame – Por que os homens não entram nos detalhes quando falam sobre sexo? 
Damien Mascret. Contanto que eles discutam isso em um tom humorístico ou se vanglorie, o assunto não está envolvido com eles. É uma maneira de colocar distância e não entrar em sua intimidade . Mas quando se trata de falar sobre si mesmo, se o assunto é sexual ou não, é muito mais difícil.

Por que essa diferença com as mulheres? 
É uma questão delicada. Os homens estão menos acostumados a falar sobre seus problemas, enquanto as mulheres tendem a compartilhar uns com os outros, seja qual for o assunto. Eles sofrem mais com os ditames do desempenho, especialmente em termos de sexo. Tudo o que pode ser percebido como uma preocupação é “demonizar” e ilustra uma admissão de fracasso. Eles também são mais vergonhosos. Além disso, aqueles que vêm ao aconselhamento geralmente já conversaram com seu melhor amigo, mas não com um homem.

Isso não é um problema?

É todo o paradoxo masculino! Os homens não têm nenhum ponto de comparação porque não conversam entre si e não conseguem avaliar sua normalidade. Exceto que o mito prevalente de que sua sexualidade é óbvia e fácil é completamente falso. Não é menos difícil que o das mulheres. Por exemplo, eles são tão perturbados por problemas de ereção ou variações em seu desejo .

Apimente sua vida sexual com o produto Macho Power.

Os homens costumam parar de falar sobre sua vida sexual para os outros assim que estão em um casal, como explicar isso? 
Porque existe uma espécie de sacralização do casal. Com um parceiro que passa, eles se sentem menos ligados à confidencialidade. Eles estão ainda mais inclinados a se gabar. A partir do momento em que o relacionamento é oficial, a mulher se torna uma mãe em potencial e o homem encerra seu relacionamento . Há, de fato, uma recusa em violar a privacidade do outro. Assim, eles também falam menos sobre seus sentimentos. Quando as coisas ficam sérias, tudo fica mais confidencial.

Eles também têm mais dificuldade em falar com o parceiro? 
Não a princípio. Em primeiro lugar, trocamos muito sobre seus gostos e desejos. Quanto mais durar o relacionamento, mais difícil será deixar o consenso adotado, pois muitos têm medo de atrapalhar o equilíbrio estabelecido.

DISTÚRBIOS DO ORGASMO EM MULHERES: UMA DOR ÍNTIMA

É perfeitamente normal que uma mulher não atinja o orgasmo em todas as relações sexuais. No entanto, existem certos distúrbios que podem causar uma perda significativa de autoconfiança. Daí a necessidade de reagir a tempo de curar esse sofrimento.

Distúrbios do orgasmo em mulheres podem causar muitas dúvidas na pessoa que sofre e em seu parceiro. Além de uma clara perda de confiança e auto-estima, esses transtornos muitas vezes levam a sentimentos de culpa pelo parceiro, vergonha de não estar “à vontade”, não se sentir normal ou o medo de perder aquele que amamos.

O parceiro, enquanto isso, também pode ter que duvidar de si mesmo, de sua masculinidade, perder sua autoestima e se perguntar se ainda é amado. Quando ele mantém seu parceiro sob responsabilidade exclusiva, considerando, por exemplo, que ele demonstra má-fé, isso pode levar a agressões, críticas e até mesmo a conflitos abertos que podem levar à separação.

Os cenários possíveis são tão variados como os casais, mas todos precisam reagir e se necessário pedir ajuda o mais rápido possível, para acabar com o sofrimento que muitas vezes pode curar antes que seja tarde demais.

Dois tipos de transtornos

distúrbios do orgasmo são descritos como a dificuldade ou incapacidade persistente ou recorrente para atingir o orgasmo após uma fase de excitação sexual, o que pode causar desconforto pessoal significativa ou dificuldades interpessoais.

Existem principalmente dois tipos de distúrbios do orgasmo. Primeiro, a desordem primária, quando o orgasmo sempre esteve fraco ou ausente, que a mulher nunca conheceu, mesmo enquanto se masturbava e quaisquer que fossem as áreas de estimulação. O distúrbio secundário, entretanto, diz respeito a situações em que o prazer diminui ou desaparece gradual ou repentinamente.

Em ambos os casos, o transtorno pode ser situacional ou generalizado. Se é bastante situacional, o prazer é difícil de alcançar ou ausente apenas em certas situações, por exemplo, com um parceiro em particular. Às vezes a mulher faz isso sozinha, mas nunca com um parceiro. Se o distúrbio é generalizado, no entanto, o problema aparece em todas as situações e independentemente do parceiro. A mulher também não gosta de se estimular.

Conheça o estimulante sexual feminino que esta fazendo sucesso, é o Tá Tarada.

Álcool e orgasmo, um mito que permanece

“Conseguir que uma mulher beba aumenta seu prazer.” Uma idéia amplamente difundida, mas é realmente o caso? Em doses baixas, o álcool certamente tem um efeito desinibidor e eufórico que pode facilitar a passagem para o ato sexual e deixar ir. Beber moderadamente pode aumentar a lubrificação e a sensação de orgasmo. Mas com uma dose muito alta, o álcool terá o efeito oposto sobre a mulher, mesmo que ela se sinta mais excitada: quanto mais álcool ela consome, menos lubrificação vaginal ela tem.

Quando e quem consultar?

Vamos repetir: é perfeitamente normal que uma mulher não atinja o orgasmo a cada relação sexual ou leve mais ou menos tempo. Assim como é normal que algumas vezes desfrutar e outros menos, ou não ter orgasmo vaginal, ou pelo menos não o tempo todo, ou para exigir uma estimulação simultânea do clitóris para alcançá-lo.

Deve, no entanto consultar quando o transtorno do orgasmo é repetido ou que há uma mudança duradoura durante vários meses e que provoca dor em mulheres e / ou com o seu parceiro, alterando a qualidade de vida dos torque.

Em primeiro lugar, uma visita ao seu médico de cuidados primários generalista, ginecologista irá determinar se o problema é mais fisiológico ou psicológico. Se necessário, o médico pode orientar o paciente para os especialistas apropriados / como as causas da doença.